Morre aos 80 anos a escritora e colunista de gastronomia Nina Horta
  • 07
  • 10
Nina Horta_Foto: Raquel Cunha/FolhaPress

Foto: Raquel Cunha/Folhapress

O apreço pela gastronomia é um modo de tornar a vida mais bela, entender melhor a cultura e o valor dos alimentos. E se tem uma pessoa que soube engrandecer a gastronomia brasileira, o nome dela é Nina Horta. Escritora e colunista da Folha de São Paulo desde 1987, ela faleceu na noite do último domingo (6), aos 80 anos, em função de uma infecção generalizada.

Nina Horta nasceu em Belo Horizonte e se mudou para São Paulo na década de 1960 para cursar a faculdade de Educação da USP. Além do talento para escrever, foi também uma notória empresária do ramo, à frente do Buffet Ginger ao lado da sócia Andrea Rinzler por 27 anos.

Em 2016, seu talento com a escrita lhe rendeu o prêmio Jabuti de Gastronomia com o livro “O Frango Ensopado de Minha Mãe” (Companhia das Letras), que é uma coletânea de suas crônicas. Publicou ainda o título “Não É Sopa” em 1995.

Foi responsável também pela tradução de importantes títulos de gastronomia, como “Sal, Gordura, Ácido, Calor”, da chef Samin Nosrat, colunista do New York Times. O livro é a inspiração para uma série da Netflix que leva o mesmo nome.

Nina Horta deixa três filhos, três netos e um bisneto.

Please follow and like us:
Facebook
Instagram
YouTube

Comentários (0)

Deixe um comentário

Você tem algo a acrescentar sobre este tema? Comente sobre!.

More News
  • 1 out 2020
  • 0
Hoje é celebrado o Dia Mundial do Sake. Para celebrar a data, a Azuma Kirin, pioneira na produção de sake no Brasil, apresenta a exposição...
  • 26 maio 2020
  • 0
Para os fãs de fondues, temos uma notícia boa: o Bistroit de Paris anuncia suas famosas e saborosas fondues por delivery! As fondues chegam em...
  • 2 out 2020
  • 0
Domingo é dia de comemorar o Dia do Bartender, profissional que estuda constantemente para preparar novos drinques para seus clientes. Aproveitando a data, o Tadashii...